ask // archive
theme by bestkeptmemories
Follow my other Tumblr :)

Wednesday Aug 3 @ 03:41pm with 0 notes


(via gabrielcezar)

Wednesday Jul 13 @ 03:28pm with 20,769 notes

"You know. Life’s short. If you don’t try new things, you’ll never know what you’re best at. And you can only make time for new things by quitting the things you know don’t work for you." 


Wednesday Jul 13 @ 03:27pm with 0 notes

"if you have to say “no offense” to someone, you have already offended them." 


Wednesday Jul 13 @ 03:24pm with 0 notes

"Sometimes what you want is right in front of you. All you have to do is open your eyes and see it."


Wednesday Jul 13 @ 03:20pm with 0 notes

Dia dos tolos de Abril

Ao passar por um vizinho hoje cedo, a primeira coisa que o sujeito me disse – depois do batido “bom dia” -, foi uma piada de 1˚ de Abril. Estaquei para ouvi-lo pacientemente, mantive um ar despreocupado enquanto ele engolfava-se em sua própria pilhéria e, por detrás de meus óculos escuros, revirava os olhos entediado. Depois daquele espetáculo digno de pena, girei nos calcanhares e tratei de afastar-me rapidamente. “Bom”, pensei comigo mesmo, “Hoje é 1˚ de Abril, que se pode fazer? É tradição mentir hoje e devo respeitar isso assim como respeito o melancólico Natal”. 
Acho curioso o fascínio que o dia 1˚ de Abril exerce nas pessoas. É realmente interessante que tenhamos uma data no qual podemos mentir sem sermos repreendidos. Confesso, contudo, que não vejo diferenças notáveis entre 1˚ de Abril e 31 de Março, ou mesmo 2 de Abril ou quem sabe 23 de Julho… Acaso o sol hoje está fingindo brilhar menos ou mais do que ontem? E o vento, este maroto, será que sopra as nuvens de forma leviana e falsa? Aquele pássaro que vi hoje de manhã cruzando o céu; estaria ele fingindo ser azul por bel-prazer? Ah, mas e as rosas?! Sim, sim, as rosas! Por certo que mentem descaradamente hoje, não? Afinal, ontem não havia flor alguma em meu jardim e nesta manhã – vejam que coincidência, senhores -, nesta manhã já temos três grandes rosas! Isso me cheira a armação das grandes. Presumo que tentam pregar-me uma peça. Os leitores que se atentem. Não sei, não sei… O que percebo de fato é que tudo continua em sua sincronicidade eternamente jovem. Mas e nós? Bom, nós, seres pequenos, criamos uma data especial ao qual somos ainda mais falsos do que habitualmente somos. Duplo contra-senso.
Algo interessante neste dia da mentira é que as pessoas não mentem mais nem menos do que o habitual. Não. Elas simplesmente não são censuradas pela mentira que contam. É evidente que alguns notórios sujeitos aproveitem-se da respectiva data para pregar peças em amigos, parentes, namoradas e principalmente em professores, cunhados e sogras. Eu, por meu lado, ignoro categoricamente semelhante data. Não imagino um motivo sequer para mentir hoje. Ora, se me é permitido mentir, então faço-o quando me der na telha, e não quando Carlos XI – rei da França -, determina. Evitar qualquer ligação àquela folha sistêmica que chamamos “Calendário” é o princípio da sensatez, ao menos julgo assim.
Os ingleses chamam este dia de April Fool’s Day, o que traduzido para o nosso bom português soa de forma cômica: O dia dos tolos de Abril. Não creio, contudo, que os tolos ao qual se referem nossos compadres ingleses sejam aqueles que caem nas armações deste dia; imagino que referem-se aos que as pregam. Sim, são uns tolos de estola! Até mesmo os que se dizem sérios caem nas graças desta data. Houve um caso em 1957 em que o canal de televisão BBC no programa Panorama exibiu uma reportagem falsa sobre árvores de espaguete. Incrivelmente, muitas pessoas interessaram-se em plantar árvores de espaguete em suas propriedades, o que não me causa espanto algum já que, afinal, são ingleses.
Mas as maiores mentiras da Humanidade não foram contadas no 1˚ de Abril. Os leires podem constatar o que dizemos, pois nossa História nos apóia. Não relataremos aqui tais coisas, pois nosso intento – se é que existe algum -, não é este. Há um ditado que diz “Em primeiro de Abril vão os burros aonde não devem ir”, e acrescentamos que ‎o 1˚ de Abril é o dia em que os mentirosos são verdadeiros. Agora, se os leitores me permitem, preciso parar de escrever e ir receber um premio literário de melhor crônica do ano e, antes que me esqueça, meu vizinho não contou-me piada alguma hoje cedo.
Em vista disto, ponhamo-nos atentos…


Wednesday Jul 13 @ 03:06pm with 0 notes

Dá-me o coração, menino, pois nele viverei.
Na manhã cálida que acorda, sinto que sentirei.
Das coisas iniciais sobrou-se o fado,
E nas coisas finais vê-se o errado.


Dance comigo, menino, por entre a orla do crepúsculo,
E quando a centelha de prata cair, partindo-se,
Na areia branca e esmaecida, do ensolarado hálito
De ígnea morte do dia, 
[sentir-se-á renovada].


Larga-me a fronte, pois cruzou por mim agora
Um ser inquieto, porém belo,
De lindos cabelos escuros, penetrantes


Que mais parece um anjo,
Que com desprezo arranca-me o molde,
E vive a voar entre o hoje e o ontem.


Wednesday Jul 13 @ 02:59pm with 0 notes

Só quem busca o Segredo lhe será dado,
A vida a morte, estão todos errados.
O erro mudou, não somos mais aqueles 
A quem pensamos fomos.


Na tarde que se renova, fria,
Há algo de novo, intenso,
Chega o murmúrio de águas, tardias,
Que embalam o meu silêncio.


Dê-me a mão, menina, e nos embalemos até o fim,
E se o fim for agora, desenlacemos as mãos,
Pois não vale a pena viver com rostos de mármore


Não sentindo nem ouvindo, nem querendo,
Nem podendo ser o que sonho, do
Interior crepúsculo tristonho em que me imagino o que me sinto sendo. 


Wednesday Jul 13 @ 02:55pm with 0 notes


Um Fato sobre mim : Tenho coração mole.

Um Fato sobre mim : Tenho coração mole.

(via hunter-soul)

Friday Jul 8 @ 07:28pm with 42,231 notes


(via hunter-soul)

Friday Jul 8 @ 07:28pm with 28,971 notes